Menu
Blog Infra como Código

O que é Infraestrutura como código?

Descubra como essa metodologia de automação de TI pode revolucionar a sua infraestrutura

Na medida em que as organizações de TI realizam a implementação do DevOps, surge uma outra expressão muito comum sendo utilizada pelos times: infraestrutura como código. Em alguns casos, é considerada um sinônimo para DevOps, no entanto, o que realmente significa a infraestrutura como código?

Infraestrutura como código é, como o próprio nome já diz, a prática de tratar a infraestrutura de TI como se fosse código — exatamente como um software. Isso permite que você adote práticas poderosas que foram usadas por desenvolvedores de software por anos e com grande sucesso — práticas que incluem controle de versão, revisão por pares, testes automatizados, lançamento de releases por tags e entrega contínua, por exemplo.

Os métodos mais antigos de gerenciamento de infraestrutura — processos manuais e documentação, scripts com um único objetivo e ferramentas baseadas em interfaces gráficas para o usuário — cada um deles teve os seus usos no passado. Hoje, porém, com a necessidade perpétua de infraestrutura em alta escala e maior complexidade do sistema de aplicação, é necessário encontrar novas soluções de gerenciamento.

A ampla adoção de virtualização e infraestrutura de nuvem de autoatendimento deslocou o problema da alocação de servidores para as suas configurações. Se algum tempo atrás era normal levar semanas ou meses para alocar um servidor, hoje isso pode ser feito em um ou dois minutos.

 

Desafios da infraestrutura moderna

Esses novos desafios exigem uma mudança na forma como as TI funcionam:

  • Desenvolva sua infraestrutura com foco na solução mais adequada para um problema e, em seguida, proponha a adoção da solução na base de código principal a partir de um pull request.
  • Prove que uma determinada mudança é segura, correta e funcional, implantando-a em um ambiente similar à produção, e executando um número suficiente de testes.
  • Orquestre e aplique a mudança em um percentual considerável de sua infraestrutura.
  • Utilize meios para que seja possível saber o estado atual de qualquer parte da infraestrutura.
  • Conheça o histórico de qualquer configuração, incluindo quem a propôs, quem aprovou e quando foi aplicada na infraestrutura.
  • Faça todas as atividades acima de forma rápida, eficiente, confiável e segura.
  • Para enfrentar esses desafios na realidade moderna (tanto em termos de infraestrutura quanto de organização), ao mesmo tempo em que são atendidas as necessidades do negócio, você precisará implementar novos métodos de colaboração entre os times.

Os métodos tradicionais de gerenciamento de TI não funcionarão se você estiver tentando atender requisitos modernos de escala e agilidade. As ferramentas gráficas geralmente têm uma curva de aprendizado baixa, mas falham ao tentar explicar as diferenças entre plataformas ou configurações à medida em que o código avança de um ambiente para outro.

As ferramentas gráficas também tornam difícil — ou impossível — compartilhar partes da configuração com outras equipes, fazer revisão por pares sobre as alterações propostas, ver as mudanças históricas ou fazer a reversão para um conjunto anterior de configurações. Os scripts são igualmente impróprios: eles são frágeis, difíceis de se manter, estão espalhados por equipes e indivíduos, e raramente podem ser utilizados em diferentes ambientes.

 

Conclusão

Definir a sua infraestrutura como código resolve esses problemas porque o código é portátil, reutilizável, compartilhável e facilmente testável. A infraestrutura como código é uma prática importante a ser adotada se você quiser implementar o DevOps na sua organização. Além disso, ela permitirá que o seu time economize o tempo gasto com falhas e tarefas repetitivas e possa investi-lo em novos projetos para o aprimoramento dos produtos e serviços. Assim, você poderá tornar a sua organização de TI mais responsiva, colaborativa, mais rápida e, finalmente, mais inovadora.

Se você quiser saber mais sobre Infraestrutura como código e DevOps, confira os nossos materiais gratuitos clicando aqui 🙂

Post produzido em parceria com a Puppet.