Menu English version
Blog Infra como Código

Entrevista com Luke Kanies, criador do Puppet e CEO da Puppet Labs – Parte 2

logo-puppetconf-2014

Nessa segunda parte da entrevista continuamos o papo descontraído com o Luke Kanies. Durante a palestra State of the Puppet Community apresentada na PuppetConf 2014 pela Dawn Foster, diretora de comunidades da Puppet Labs, ela mostrou uma estatística curiosa sobre a participação de usuários em listas de discussão.

Luke Kanies ainda é o maior participante das listas de discussão de todos os tempos e está muito longe de ser alcançado. Você pode conferir nesse link: http://bitergia.dev.puppetlabs.com/browser/mls-contributors.html

Como ele passou praticamente mais de 5 anos como o desenvolvedor principal do projeto, fiquei curioso para saber se ele sentia falta de programar no dia a dia, já que hoje ele é CEO da empresa e certamente tem diversas outras tarefas e a menor delas é programar.

Ative as legendas no tocador do YouTube caso elas não estejam aparecendo automaticamente.

Ontem na palestra sobre a comunidade com a Dawn, havia um gráfico com a participação de usuários nas listas de discussão. Você ainda é o número 1.

É, anos depois.

Isso, reduziu bastante depois de 2010. E você possui o dobro de mensagens do segundo colocado. Você sente falta de programar? Na sua posição na empresa hoje você deve pedir mais aos engenheiros o que fazer, passando sua visão a eles.

É, certas coisas sobre programar eu sinto muita falta. Eu não tenho mais o luxo de programar muito. Então temos que separar as coisas. Não é algo como eu sinto falta de usar o vim. Ou eu sinto falta de usar controle de versão. O que sinto falta mesmo é gastar horas e horas trabalhando no mesmo problema. Como, 3 horas totalmente focado, fazendo algo complexo na minha cabeça se tornar real.

Programar é muito mais fácil do que eu faço hoje. Eu não tenho testes unitários para o trabalho que faço hoje. A palestra que acabei de dar, sem testes unitários, sem highlight de sintaxe.

Você só saberá se uma piada funciona quando fizer a piada.

Exato! E se você fizer bobagem, recomeçamos sem nenhum custo. Existem todas essas excelentes ferramentas para se programar, que fazem com que em programação seja muito mais fácil atingir um fluxo do que o que eu faço. Isso é algo que sinto falta. Não é exatamente a programação em si que sinto falta. Pois o meu trabalho em ciência ou como SysAdmin era possível atingir isso também. Isso são algumas coisas que sinto falta.

Como essas são coisas que realmente quero fazer, eu preciso achar uma maneira como CEO, de conseguir o que quero como CEO, e me deixar feliz e satisfeito e menos resmungão do que sou normalmente.

Existem essas oportunidades, eu consigo gastar um tempo com elas. Reconheço que também tenho que estar satisfeito com meu trabalho. Eu trabalho duro para garantir que meus colaboradores estejam satisfeitos. Eu tenho que gostar do meu trabalho também. Às vezes eu tento diminuir reuniões e algumas vezes na semana me aprofundar em algum assunto.

No geral eu gosto de fazer isso em conversas, Eu gosto das sessões de design de arquitetura que faço com meu time. Então, eu consigo essas oportunidades.

Na realidade, se seu objetivo é fazer coisas grandes, você precisa achar um jeito de montar um time para que o time faça coisas grandes. Para mim é mais fácil dar um passo atras e pensar que existe valor em ter um time e facilitar o sucesso do time.

Se eu tiver que fazer um sacrifício para isso eu faço, pois conseguimos fazer muito mais.