Menu English version
Blog Infra como Código

Checklist: como encontrar uma ferramenta para a segurança de contêineres?

Entenda quais são os requisitos fundamentais que a plataforma deve ter para oferecer níveis elevados de desempenho, conformidade e confiabilidade

Nós sabemos que a integração entre a segurança e o DevOps é essencial para garantir mais confiabilidade e estabilidade no processo de desenvolvimento de software. Por isso, é extremamente necessário que o seu projeto de DevOps seja, também, uma implementação do DevSecOps.

Para a maioria das organizações, a maneira mais fácil de migrar para o DevSecOps é por meio de uma ferramenta que atue na segurança dos contêineres. Isso permite que você aproveite a experiência, conhecimento e recursos de um serviço dedicado à segurança de contêineres, ao mesmo tempo que liberta a sua equipe de engenharia para cuidar dos objetivos principais da sua empresa.

Mas o que você deve procurar em uma ferramenta de segurança de contêineres? Nem sempre é fácil entender ou reconhecer os requisitos básicos: onde se encontram as principais vulnerabilidades ou quais são as estratégias mais eficazes para proteger os contêineres?

Por isso, nós disponibilizamos abaixo uma checklist básica que vai te ajudar a escolher a melhor ferramenta para implementar a sua estratégia de DevSecOps.

 

Segurança a partir de uma estratégia de prevenção

Quando se trata da segurança online, a prevenção é uma estratégia indispensável. Realizar ações corretivas apenas quando o problema já se instalou, de forma reativa, é como tentar resolver um problema que já alcançou uma escala incontrolável.

Quais são os principais pontos da segurança preventiva? As buscas detalhadas de vulnerabilidades nos contêineres são cruciais, juntamente com a visibilidade de falhas específicas no nível dos componentes. A verificação de vulnerabilidades de infraestrutura em todos os níveis é igualmente importante. Ademais, a  segurança preventiva inclui a aplicação de políticas de segurança e a instalação de um sistema flexível para que o time receba alertas quando falhas forem detectadas.

 

Segurança com o uso da entrega contínua

A segurança do contêiner não é realmente efetiva se não passar por todo o ciclo de desenvolvimento e de implantação. Se uma parte do seu pipeline tiver requisitos de segurança inadequados, todo o seu sistema será vulnerável. Um dos princípios fundamentais do DevSecOps é que a proteção – e, em particular, a segurança preventiva – precisa ser aplicada em todas as fases, desde o desenvolvimento até a integração e a implementação contínuas. Isso inclui os contêineres, os registros e todas as ferramentas e códigos aplicados na infraestrutura.

 

Segurança em relação à execução

O ambiente de execução apresenta o seu próprio conjunto de desafios de segurança. Um sistema que atue nos contêineres precisa monitorar e proteger o host, além de estar ciente dos problemas de segurança específicos da plataforma de implementação.

Uma solução abrangente de segurança de contêineres deve fornecer proteção em toda a infraestrutura de execução, incluindo conexões de rede, firewalls e sistema operacional host. Deve ser flexível o suficiente para proteger seus contêineres nas plataformas e deve ter um alto nível de integração com cada uma delas. Ademais, é importante incluir um alto nível de automação, tanto na detecção de ameaças como na defesa, para que forneça uma proteção em tempo real em um ambiente com alterações e mudanças constantes.

 

Escalabilidade

Em plataformas altamente escaláveis, como Docker e Kubernetes, uma solução de segurança para contêineres deve ser automaticamente escalada, para que ofereça proteção total independentemente do tamanho da implementação.  

Mais uma vez, utilizar os conceitos do DevSecOps significa realizar uma integração completa da segurança no DevOps. Assim, a solução de segurança deve ser incluída automaticamente como parte de cada pod ou cluster, de modo que esteja totalmente integrada, tanto com a plataforma de implantação, quanto com cada unidade funcional dos contêineres.

 

Dados unificados sobre ameaças

Por sua natureza, a informação sobre ameaças é muito diversa e vem de uma variedade de fontes. Uma ferramenta de segurança de contêineres deve agregar as informações das melhores fontes – aquelas que são confiáveis e constantemente atualizadas.

As informações de ameaças fornecidas pela própria ferramenta de segurança são mais propensas a incluir análises internas e estarem mais de acordo com a situação real do projeto de desenvolvimento. Enquanto isso, os dados agregados a partir de outras fontes costumam ser mais atualizadas em relação ao conjunto de ameaças. Uma vez que as mais recentes estratégias de combate à malwares e invasões são muitas vezes baseadas em técnicas de detecção de código malicioso, o uso de múltiplas fontes leva a uma resposta mais rápida e efetiva a novas ameaças.

 

Análise de vulnerabilidades e priorização de atividades

Todas as aplicações, todos os sites e todos os serviços online são diferentes e é provável que cada um tenha sua própria combinação única de vulnerabilidades. Um bom serviço de segurança de contêineres deve incluir ferramentas para detectar e analisar as vulnerabilidades da sua operação, permitindo que você e seu provedor de serviços de segurança mapeiem uma estratégia coerente para uma proteção abrangente.

Um dos principais pontos de uma estratégia de proteção completa baseada em DevSecOps deve ser a priorização, visando os pontos de entrada mais vulneráveis e os dados mais sensíveis para alcançar os níveis mais altos de monitoramento e de proteção.

 

Conformidade de segurança baseada em benchmarks

Para muitas aplicações e sites, a conformidade de acordo com regulamentos é uma necessidade. Se você está envolvido em assuntos como finanças, bancos, cuidados de saúde ou contratações com o governo (para citar apenas algumas áreas gerais), seu software deve cumprir requisitos de segurança frequentemente muito rigorosos.

Mesmo quando você não está legalmente obrigado a seguir uma política de segurança formal, sua ferramenta de segurança de contêineres deve estar em conformidade com padrões amplamente reconhecidos, como os benchmarks do CIS. Você deve ter a possibilidade de aplicar padrões como HIPAA, GDPR, NIST SP 800-190 e PCI e importar políticas personalizadas.

Um painel de análise de conformidades também é extremamente valioso e, dependendo do (s) regime (s) de conformidade que se aplicam ao seu software, pode ser uma necessidade prática e indispensável para economizar tempo e recursos da sua equipe.

 

Dica especial: prepare um roteiro a ser seguido para garantir a conformidade

Como parte do processo de busca por uma ferramenta de segurança de contêineres, defina um roteiro para a sua aplicação, trabalhando com o pessoal administrativo ou de gerenciamento de projetos responsável pelos requisitos de conformidade. Esse roteiro também pode servir como o núcleo da sua estratégia básica de DevSecOps. No mínimo, ele deve abranger os seguintes pontos:

  • Quais as agências reguladoras têm autoridade sobre o seu software? Essa lista pode incluir vários governos, várias agências dentro de um único governo, organismos internacionais e organizações não governamentais da indústria.
  • Em quais partes do seu software as várias agências têm autoridade? Normalmente, os regulamentos de segurança estão preocupados com áreas específicas (dados do usuário, transações financeiras, etc.), de modo que os requisitos reais de conformidade podem ser bastante focados em algumas partes determinadas.
  • Quais padrões formais as agências exigem? Você deve ser capaz de mapear os regimes de conformidade específicos para cada tipo de dados e para as funções específicas do seu software.

À primeira vista, os requisitos regulamentares podem parecer um obstáculo enorme, principalmente se o seu software estiver envolvido em atividades como documentos internacionais de vendas, bancos ou autorizações de viagem. Mas, ao configurar um roteiro como primeira atividade do processo de planejamento, você pode encontrar um conjunto gerenciável de requisitos formais que cobrem áreas limitadas das atividades do seu software.

 

Conclusão

A partir das informações acima explicadas, você pode procurar uma ferramenta de segurança de contêineres que seja capaz de aplicar esses padrões, ou melhor ainda, que possua modelos preparados para os regimes de conformidade necessários.

O que explicamos é apenas uma lista de verificação curta, é claro. É provável que existam outras áreas que você precisa considerar (um alto nível de integração AWS, por exemplo, ou segurança para implementações sem servidores), mas cobre a maioria das áreas-chave de preocupação quanto à segurança dos contêineres para a maioria dos desenvolvedores.

Você pode considerar essa lista como um ponto de partida para a sua própria pesquisa. No entanto, é importantíssimo levar a sério a segurança dos contêineres, pois esse é o núcleo do DevSecOps. Além disso, atuar em requisitos como confiabilidade e conformidade permite mais estabilidade tanto para a sua organização quanto para os seus clientes.

 

Conheça o Twistlock Enterprise

O Twistlock Enterprise é a solução para promover a segurança de contêineres mais abrangente, automatizada e escalável disponível no mercado. Há suporte disponível para Docker, Kubernetes e outras ferramentas nativas da nuvem. O sistema atua com o controle de containers em execução, para garantir a conformidade em todo o pipeline CI / CD e os protege contra inúmeras ameaças. Para saber mais, clique aqui.

Post produzido em parceria com a Twistlock.